Rio Paraíba do Sul sobe, surpreende Defesa Civil, deixa 17 famílias desabrigadas e pode chegar até 11 metros em Campos

Nível do Rio Paraíba do Sul continua subindo em Campos. Foto: Campos 24 Horas
O rio Paraíba do Sul, em Campos, atingiu a marca de 9,90m na tarde desta terça-feira (3) e obrigou a Defesa Civil do município a retirar 15 famílias do bairro Ilha do Cunha e duas da Coroa. O trabalho de remoção das famílias começou desde a manhã, mas além da Ilha do Cunha a preocupação das autoridades está voltada para o bairro Parque Prazeres, em Guarus, que fica próximo ao final do dique de concreto.

Pessanha coordena a remoção das famílias. Foto: Campos 24 Horas
Edisson Pessanha, subsecretário da Defesa Civil, informou ao site Campos 24 Horas que a previsão do nível do rio chegar até os 11 metros no próximo final de semana.

O comandante da Defesa Civil de Campos se mostrou surpreso pela cheia repentina do Paraíba do Sul em entrevista ao site da Prefeitura do município. "O Rio Paraíba do Sul nunca subiu com tanta pressa assim", disse Henrique Oliveira, que não esperava um aumento das águas do Paraíba nas próximas 48 horas.

Além dos rios Muriaé, afluente do Paraíba, e o próprio Paraíba do Sul, a Defesa Civil monitora diques e algumas ruas baixas da cidade localizadas na comunidade do Tira-Gosto e Parque Prazeres.

LEIA TAMBÉM:
Caso o nível do principal rio de Campos atinja 11 metros devido ao grande volume de água que recebe de seus afluentes, há a possibilidade das águas transbordarem pelos bueiros. Para tentar minimizar os danos que esse transbordamento pode causar, foram colocados sacos de areia nos bueiros.

Pessanha explicou que as águas vindas dos rios de Minas Gerais e do Rio de Janeiro chegam com mais velocidade a Campos por já existirem áreas saturadas com enchentes. "Estamos recebendo muita água através dos rios Pomba, Carangola e Muriaé. Esperávamos um volume menor", comentou.

SÃO JOÃO DA BARRA

Rio Paraíba do Sul em São João da Barra. Foto: Ururau
Em São João da Barra o rio Paraíba do Sul recebe monitoramento a cada duas horas e foi constatado que nesta terça-feira (3) o nível sobe cinco centímetros a cada hora.

A Defesa Civil do município prevê que haja o transbordamento do rio até o início da madrugada desta quarta-feira na região da estrada do Poço São João, mas acredita que não haverá transtornos graves.

"Não há motivos para preocupação da população porque nenhuma residência deve ser atingida, deve haver apenas alagamentos na região ribeirinha", explicou o coordenador da Defesa Civil de São João da Barra, Felício Valiengo.

  • Acompanhe a nossa cobertura completa sobre as enchentes no norte e noroeste fluminense clicando aqui

Fonte: Campos 24 Horas, com informações de Ururau

Posted by Aldir Junior de Sales Gomes on 1/03/2012 05:29:00 PM. Filed under , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0
 

Inscreva-se em nossa newsletter

2010 BlogNews Magazine. All Rights Reserved. - Designed by SimplexDesign