Manifestação pró-royalties fecha BR 101 por quase 12 horas

Manifestantes protestam no Km76 da BR 101. Foto: In360

Postado por Aldir Junior de Sales Gomes - Conceição de Macabu/RJ

Fonte: In360, G1, Folha da Manhã, com informações próprias.



Um protesto no início da manhã contra o projeto de lei do Deputado Federal Ibsen Pinheiro, do PMDB-RS, que prevê a partilha do dinheiro dos Royalties da produção de petróleo do pré-sal na Bacia de Campos com todos os municípios do Brasil, fechou a BR 101 na altura do km 76, próximo a Ururaí, em Campos. O engarrafamento na rodovia chegou à 20km desde a ponte Rio-Niterói até a divisa com o Espírito Santo.


Congestionamento na BR 101 chegou à 20km. Foto: Reprodução/G1

A manifestação teve o apoio e a participação de autoridades locais. A prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, que havia acabado de chegar do Rio de Janeiro, acampou no local e participou do movimento. Outras autoridades como a primeira dama de Quissamã, vereadores de Campos e outras autoridades de Macaé e Quissamã também se fizeram presentes.

Uma tenda foi montada no local para dar assistência aos manifestantes com bebidas e comida, até banheiros químicos foram montados no local. Durante o dia vários caminhões carregados de madeira e pneus comprados pelos manifestantes tiveram sua carga jogada no local para aumentar o fogo.

A Polícia Rodoviária Federal tentou negociar durante todo o dia com os manifestantes para tentar convencê-los a liberar a pista, sem sucesso.

O calor era muito forte durante todo o dia e muitos motoristas deram meia volta e retornaram. Estradas que serveriam como alternativas para os motoristas também foram bloqueadas por manifestantes, como a estrada que passa pelo distrito campista de Dores de Macabu e a RJ 196, em Quissamã.

Ônibus que prestam serviço à prefeitura de Campos e faziam linha de Serrinha, Dores de Macabu e Ibitioca tiveram de voltar à garagem e alguns ônibus de empresas que prestam serviços de linhas intermunicipais decidiram voltar e recompensar seus passageiros com novos bilhetes em outros dias.

Em Campos, ônibus que fariam o trajeto até Macaé pegaram um desvio por São Martinho, em Campos, passando por Barra do Furado, em Quissamã, depois por Carapebus até chegar em Macaé, um aumento no trajeto em 100km.

Motoristas de carro, caminhões e ônibus se mostravam revoltados. Nossa equipe de reportagem conversou com alguns motoristas, todos se mostravam descontentes com a paralização "tem que fazer protesto em praça, rua, não em rodovia federal", comentou um deles.

LIBERAÇÃO

A prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, declarou encerrada a manifestação de hoje por volta das 20h30. Os manifestantes desarmaram a estrutura armada, o Corpo de Bombeiros e a Autopista Fluminense trabalharam para apagar o fogo e liberaram a pista por volta das 21hs. As outras estradas que também foram fechadas por causa do protesto também já foram liberadas e o trânsito segue normal.

Posted by Aldir Junior de Sales Gomes on 3/11/2010 09:05:00 PM. Filed under , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0
 

Inscreva-se em nossa newsletter

2010 BlogNews Magazine. All Rights Reserved. - Designed by SimplexDesign