Marco Coledan é expulso do Tour do Rio por racismo

O insulto teria acontecido durante a 4ª etapa. Foto: Reprodução


O ciclista italiano Marco Coledan, da equipe Trevigiani, foi expulso do Tour do Rio antes da última etapa da competição entre Rio das Ostras e o Rio de Janeiro, neste domingo (31/07).

Renato Santos, o "Centenário", que defende a equipe DataRo acusou o italiano de tê-lo chamado de "negro sujo". O insulto teria acontecido em um bate-boca durante o quarto estágio da competição, entre Teresópolis e Rio das Ostas, no sábado (30/07). Murilo Ferraz, companheiro de equipe de Renato, morou na Itália por oito meses e ouviu a o que Coledan disse.

Ferraz foi quem avisou a Renato Santos sobre o que foi dito pelo atleta da Trevigiani, que contou a equipe, que por sua vez levou uma reclamação a organização da competição.

"Isso é inadmissível. A briga pode acontecer com qualquer um, mas não com palavras racistas. O Coledan me ofendeu com palavras racistas, falou “nero” e uma outra palavra que eu não consegui entender, e o Murilo me contou que era algo como “negro sujo”. Denunciei aos comissários, e isso desfez a equipe principal deles. Não vou levar o caso à polícia. O fato de ele não estar competindo já é uma punição", disse Renato.

Já Rafael Andriato, ex-companheiro de Coledan na Trevigiani, falou sobre o ocorrido e lamentou. "Desde a primeira etapa sempre teve alguma discussão, alguma briga entre os brasileiros e os italianos. Os brasileiros falavam que eles se mexiam muito no pelotão, mas isso é comum lá. Aqui a mentalidade é um pouco diferente, e as principais discussões aconteceram no momento de se posicionar na roda de alguém no grupo", comentou o brasileiro.

"O que aconteceu com o Coledan, eu tenho certeza que não foi uma intenção de agredir o ciclista brasileiro. Eu não vi, pois estava em outro grupo. É a palavra de um contra o outro", completou.

O diretor da equipe se pronunciou tentando colocar panos quente na situação. "Houve uma briga como em qualquer outra corrida. Na Itália essa situação é comum, mas foi uma decisão da organização, e a gente aceita. Renato ofendeu o Marco, e o Marco respondeu com uma palavra que na Itália não tem o menor significado racista", declarou Mirko Rossato.

A decisão de retirar Marco Coledan do Tour do Rio 2011 foi apenas uma das punições impostas. A Trevigiani ficou proibida de competir em 2012 no Tour. O ato foi tomado por unanimidade pela organização. 

por Aldir Junior (@aldirjunior)
fonte: Prologo e GE

Posted by Aldir Junior de Sales Gomes on 7/31/2011 09:54:00 PM. Filed under , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0
 

Inscreva-se em nossa newsletter

2010 BlogNews Magazine. All Rights Reserved. - Designed by SimplexDesign