TRE torna casal Garotinho inelegível e cassa prefeita de Campos

Casal Garotinho

Postado por Aldir Junior de Sales Gomes - Conceição de Macabu/RJ

Fontes: Folha da Manhã, O Globo, G1, Estadão e Coluna Ponto de Vista

Foto: Jangadeiro



O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) cassou o mandato da prefeita de Campos, Rosinha Garotinho (PMDB) nesta quinta-feira (27). Além da prefeita de Campos, o pré-candidato ao governo do estado e marido de Rosinha e Anthony Garotinho (PR) foram condenados e se tornaram inelegíveis por 3 anos.

Segundo o TRE, Rosinha Garotinho e Anthony Garotinho foram acusados de abuso do poder econômico se beneficiaram de práticas panfletárias e uso indevido de meios de comunicação social, os dois teriam usado a rádio e jornal "O Diário" durante a campanha das eleições de 2008 para fazerem campanha.

Arnaldo Viana, segundo colocado nas eleições de 2008, também foi condenado nesta quinta-feira pelo TRE. Viana não poderá se eleger até 2011. Segundo o TRE, Viana teria sido beneficiado por funcionários terceirizados, que aponhavam o então candidato em 2008.

Recurso


O casal Garotinho ainda podem entrar com recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília. Após a publicação pelo TRE-RJ da sentença os dois tem até três dias para apresentarem seus respectivos recursos. Anthony Garotinho reafirmou em seu blog que tanto ele quanto sua esposa entrarão com recurso no TSE assim que a medida for publicada pelo TRE-RJ. Garotinho também classificou a medida do TSE como "Mais uma covardia contra mim [...] O julgamento de hoje, é mais um capítulo da longa história de perseguições que venho sofrendo ao longo da minha vida política".


Garotinho se pronuncia em seu blog. Crédito: Montagem

A prefeita de Campos e seu vice, Dr. Chicão, aguardarão os recursos e o julgamento do TSE no cargo, já Anthony Garotinho além do recurso precisa de uma medida cautelar concedida ou não pelo TSE para poder se candidatar ao governo do estado.


Arnaldo Viana não obteve direito a recurso no TSE, e só conseguirá reverter o quadro se conseguir uma medida cautelar em Brasília.

Nova eleição

Como Rosinha Garotinho obteve mais de 50% dos votos válidos nas últimas eleições e o segundo colocado, Arnaldo Viana, se tornou inelegível até 2011, o TRE convocou novas eleições para o município, mas aguarda todo o processo de recursos dos condenados para poder oficializar o novo pleito.


Histórico de cassações

Não é de hoje que o ambiente político da cidade de Campos vive conturbado. Prova disso é que Rosinha Garotinho é a 4ª prefeita do município seguida a ser cassada pela Justiça Eleitoral.

Em 2004 o então prefeito Arnaldo Viana foi cassado na semana do segundo turno das eleições para prefeito. Viana ficou apenas um dia fora do cargo e voltou até completar seu mandato.

Eleito em 2004, Carlos Alberto Campista, candidato do até então prefeito Arnaldo Viana, teve seu mandato cassado em 2005. No mesmo ano a Justiça Eleitoral tornou inelegíveis por 3 anos Rosinha, Garotinho, Ilsan e Campista. Todos conseguiram reverter a condenação, menos Campista que nunca mais voltou ao cargo.


Com saída de Campista, o então presidente da câmara de vereadores, Alexandra Mocaiber, assume a prefeitura de Campos em 2005 e foi eleito prefeito nas eleições suplementares de 2006. Em Março de 2008, após a operação Telhado de Vidro, a Justiça Federal pediu o afastamento de Mocaiber que voltou ao cargo 43 dias após ser cassado.

Posted by Aldir Junior de Sales Gomes on 5/28/2010 11:45:00 AM. Filed under , , , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0
 

Inscreva-se em nossa newsletter

2010 BlogNews Magazine. All Rights Reserved. - Designed by SimplexDesign