Sessão solene na câmara de vereadores marca homenagens a primeira colônia japonesa no Brasil

Postado por Aldir Junior de Sales Gomes - Conceição de Macabu/RJ
Fotos: Aldir Junior de Sales Gomes
Correções: Marcelo Abreu


Em sessão solene no auditório Antônio Carlos Figueredo, na câmara municipal de vereadores de Conceição de Macabu, foi comemorada o aniversário da imigração japonesa no município.

A homenagem aos primeiros japoneses a chegarem ao Brasil, sendo sua primeira colônia em Conceição de Macabu, contou com várias homenagens. Um painel com uma bandeira formada pelas metades das bandeiras do Brasil e do Japão formaram o fundo de toda sessão. O coral Frei Valério fez a apresentação do hino da cidade, e a partir daí se teve o início das festividades.

Canções e danças típicas da cultura dos dois países antecederam o começo das entregas das homenagens, e entreteram o público que compareceu em grande número ao auditório Antônio Carlos Figueredo.


Os grandes homenageados foram a ONG (Organização Não Governamental), Soka Gakkai, seu presidente, Daisaku Ikeda, e sua esposa, que não puderam comparecer, mas mandaram representantes, que receberam os títulos de cidadãos honorários de Conceição de Macabu das mãos do presidente da câmara, Marlon Abreu, de seu irmão, historiador e autor do livro, "Antes do Kasato Maru", que contesta a versão histórica de que os primeiros imigrantes japoneses em São Paulo, e do veredeador Dhal.


Após discursos do presidente da câmara de vereadores e de representantes da Soka Gakkai, a apresentação de mais músicas, de crianças e jovens que participam da Escola Macabuense de Música emocionaram o público, que aplaudiu de pé as apresentações.



O jornal de maior tiragem no Japão, Seikyo Shimbun, mandou um fotógrafo de sua sucursal brasileira para cobrir o evento, que será estampado nas páginas do jornal

História

A versão mais conhecida da primeira imigração niponica para o Brasil é a conhecida história do navio Kasato Maru que atracou no porto de Santos, em São Paulo, em 1908, com 165 famílias, mas em seu livro, "Antes do Kasato Maru", o historiador Marcelo Abreu Gomes contesta a história oficial e diz que em 1907 um pequeno grupo de imigrantes japoneses, liderados por Saburo Kumabe, e se estabeleceram na fazenda Santo Antônio, uma das maiores fazendas da região. O grupo não tinha intimidade com a terra, pois eram japoneses da alta classe, era advogados, juízes, professores e funcionários públicos, mas por cinco anos cultivaram café, feijão e arroz, e vendiam no centro de Conceição de Macabu. Depois desse período, a colônia fracassou e os japoneses se mudaram para o Rio de Janeiro.

O livro de Marcelo Abreu foi escrito a partir de jornais da época e de relatos de moradores da região, mas a principal testemunha foi a dona Maria Magnólia. O pai da dona Maria era administrador da fazenda vizinha e ela teve bastante contato com as crianças japonesas, principalmente as meninas, que eram maioria.


Posted by Aldir Junior de Sales Gomes on 11/29/2009 08:17:00 AM. Filed under , , . You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0
 

Inscreva-se em nossa newsletter

2010 BlogNews Magazine. All Rights Reserved. - Designed by SimplexDesign